Site exclusivo para residentes no Brasil
Novidades

Pré-diabetes sempre vira diabetes?

Nem todo mundo que é diagnosticado com pré-diabetes fica diabético. Estudos internacionais têm mostrado que mudanças no estilo de vida, com perda de peso, alimentação saudável e prática de atividades físicas estão conseguindo preservar a função do pâncreas e evitar ou retardar a evolução para o diabetes. O essencial, defende o professor livre docente da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), Antônio Carlos Lerário, é ter acompanhamento profissional para manter a programação saudável.
Starbem – O que caracteriza o pré-diabetes?

Antônio Carlos Lerário - O diabetes tipo 2, que acomete principalmente indivíduos maduros, acima dos 40 a 50 anos, tem característica progressiva: o pâncreas vai perdendo gradativamente a capacidade de produzir insulina. Estima-se que, ao ser diagnosticada, a pessoa já perdeu cerca de 50% da capacidade de produção de insulina pelo pâncreas.
Define-se que alguém tem diabetes quando sua glicemia de jejum apresenta nível superior a 126 mg/dL. A partir de 100 mg/dL, a classificação é de pré-diabetes. Sem tratamento, a tendência é que o pré-diabético evolua gradativamente para o diabetes.
Starbem – O pré-diabetes sempre evolui para diabetes?

Antônio Carlos Lerário - Alguns grandes estudos científicos internacionais vêm demonstrando que é possível retardar - ou até evitar - essa evolução. O estudo norte-americano Diabetes Prevention Programme, por exemplo, acompanhou 4 mil indivíduos e chegou a essa conclusão. Os participantes foram divididos em dois grupos, sendo o primeiro apenas instruído sobre a necessidade de mudança de vida. O segundo grupo foi acompanhado por profissionais de saúde durante 10 anos, período em que recebeu apoio psicológico, nutricional e médico. Esse grupo teve 60% menos casos de pré-diabéticos que se tornaram diabéticos do que aquele que não teve acompanhamento. É possível até que eles não venham a desenvolver a doença no futuro, mas precisamos de mais tempo para chegar a essa conclusão.
Starbem – O que é possível fazer para evitar essa evolução?

Antônio Carlos Lerário - O que essa e outras análises mostram é que para evitar ou retardar o surgimento da doença o pré-diabético precisa do acompanhamento profissional, porque a tendência é que, sozinho, ele não adote ou não mantenha as mudanças de estilo de vida necessárias e que são até mais importantes para se evitar diabetes do que o uso de medicamentos isoladamente.

StarBem Mais - Um programa Sanofi.
Av. Major Sylvio de Magalhães Padilha, 5.200 - Ed. Atlanta, Morumbi - São Paulo, SP
CEP: 05693-000 / SAC: 0800-7030014 - Segunda a Domingo, 24hrs
Copyright © - sanofi-aventis Farmacêutica Ltda. Todos os direitos reservados.
Última atualização: 15/03/2016
Site exclusivo para residentes no Brasil.
Nosso conteúdo serve para seu conhecimento e informação.
Em caso de dúvida, procure sempre um médico para orientá-la
quanto ao melhor tratamento e conduta.
Copyright © 2001 - 2016. Todos os direitos reservados.